Seguro para advogados e escritórios

Seguro para advogados e escritórios

Falhas podem acontecer a qualquer momento. Entretanto, alguns erros podem custar mais do que grandes quantias em dinheiro, trazendo prejuízos à reputação de uma empresa ou profissional. Os advogados ou escritórios de advocacia registrado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), podem contar com o seguro de Responsabilidade Civil Profissional específico para a sua atividade.

O seguro de Responsabilidade Civil Profissional para Advogados visa a cobrir as reclamações feitas por terceiros, decorrentes de danos causados pelo segurado em virtude de falhas na prestação dos serviços. Ele é a melhor ferramenta para proteger o patrimônio do segurado, que pode ser utilizado para reparar prejuízos a terceiros, bem como para garantir que essa reparação seja feita da forma mais eficiente possível.

Os principais motivos de reclamações nas apólices do seguro de Responsabilidade Civil para Advogados são: perdas de prazos legais, perda de chance, desídia, quebra de sigilo profissional, perda ou extravio de documentos, responsabilização em “due diligence” para tomadas de decisões estratégicas e erros de pareceres.

A principal cobertura do seguro de Responsabilidade Civil para Advogados é na defesa contra danos morais, materiais e demais perdas financeiras. Caso o advogado ou escritório de advocacia tenha que se defender de uma reclamação feita por um terceiro, ou seja, entendendo que causou algum dano material ou moral e entre com uma ação judicial pedindo indenização, o seguro de Responsabilidade Civil Profissional vai custear os gastos necessários, como: honorários, depósitos recursais, fianças, contratação de perito, sucumbências e demais despesas do advogado com condução, como hospedagem e gastos similares.

A apólice do seguro de Responsabilidade Civil para Advogados garante ressarcimento e indenizações, nos casos de condenações e acordos. Ainda, o segurado ficará resguardado de danos à reputação; calúnia, injúria e difamação; atos intencionais de colaboradores; quebra de propriedade intelectual; despesas suplementares; custos emergenciais; danos a documentos de clientes; erros de avaliação de bens; e advogados correspondentes. A apólice tem vigência anual, podendo ser renovada por igual período e assim sucessivamente.

Texto por: Maria Emilia Staczuk, Assessora de imprensa